CONHEÇA NOSSAS CERVEJAS

Conheça nossas cervejas ............................ Tira dúvidas .. 1 .. 2 .. 3 .................... Adquira seu Equipamento ............................ Fórum

Como usar seu KEG .. 1 .. 2 .. 3 .. 4 .. 5 .. 6 .. 7 ............ Calcule seu Priming ................ Processo Cervejeiro .. 0 .. 1 .. 2 .. 3 .. 4 .. 5 .. 6 .. 7 .. 8

............................ Encomende seus Kits e Copos ............................

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Equipamento - Parte 2

Então, ninguém teve coragem de tentar fazer a receita? Erraram e não estão a fim de compartilhar a experiência? Não acreditaram que o equipamento funciona? Tudo bem, não se preocupem, depois do dia 08/maio colocarei aqui as fotos que comprovam a funcionalidade do equipo.

Dando seqüência no aprendizado, mostrarei agora como fazer o primeiro "upgrade" no seu equipamento mínimo, de forma a irmos caminhando em direção ao próximo nível, mas sempre prezando pelo gasto mínimo e preservando ao máximo o investimento já efetuado. Farei aqui uma espécie de "de-para" de forma a facilitar a identificação do que será mantido, modificado, substituído ou descartado. Tomando por base a lista anterior, faremos a primeira melhoria em nossa beerparafernália.

1. Fogão caseiro: substituir por um fogareiro industrial com registro de alta pressão para a Brassagem. A água de lavagem continuará sendo aquecida no fogão;

2. Caldeirão de alumínio: aumentar para duas unidades e adicionar uma torneira em pelo menos um deles, o ideal seria colocar em ambos. Colocá-la conforme a figura abaixo e preferir registros de esfera de inox ou latão cromado;
3. Garrafa PET de 600ml - descartar, pois não será mais necessária;

4. Garrafas PET de 2 litros - Substituir por 24 garrafas de vidro âmbar de 600ml (aquelas de cerveja comum);
5. Rolhadeira manual (máquina para colocar tampinhas) - Adquirir;
6. 24 tampinhas metálicas para fechamento das garrafas - Adquirir;
7. Um fundo falso de alumínio - Adquirir;
8. Moinho manual para cereais - Adquirir.
Moer o malte é um processo demorado e cansativo, mas no nível intermediário mostrarei como automatizar o processo. Se encontrar um moinho de cilindros (como aqueles de fazer massa de pastel) usado ou em um ferro velho, opte por esse modelo.
Atenção: Os demais itens da lista anterior devem ser mantidos!
Moa o malte de forma a esmagar os grãos expondo seu interior e manter, ao máximo, as cascas inteiras.Você deverá colocar o fundo falso no caldeirão de brassagem antes de colocar a água. Observe que os orifícios devem ter no máximo 02mm de diâmetro e a altura da alça deve ser da mesma altura da contra-porca da torneira, assim ela ficará alguns milímetros acima da saída do mosto e levemente inclinada para o lado oposto. Isto facilitará a passagem do mosto sem bagaço.
Após os 90 minutos de cozimento, você deverá circular o mosto retirando-o pela torneira e recolocando-o no caldeirão até que ele esteja bem claro, utilize a jarra plástica para essa operação. Somente após estar devidamente clarificado é que o trasfegaremos para o segundo caldeirão, o de fervura.
Este processo fará com que sua cerveja fique bem menos turva do que a primeira, utilizando o processo que expliquei anteriormente.
Atenção: Os demais passos deverão ser mantidos.
As garrafas de vidro deverão ser sanitizadas com ácido peracético ou soda cáustica (ver dosagem na publicação "Equipamentos"). Após enchê-las, coloque as tampas utilizando a rolhadeira e mantenha as garrafas cheias por 10 dias fora da geladeira. Não se esqueça de abrir uma delas no oitavo dia para verificar a carbonatação, se já estiver OK refrigere todas as garrafas. Após refrigerá-las por dois dias, você poderá degustá-las ou pasteurizá-las.
Pasteurizando as garrafas
Para a pasteurização você deverá utilizar o caldeirão com torneira.

Coloque as garrafas ainda geladas dentro do caldeirão deixando um espaço de dois centímetros entre cada garrafa;
Coloque água no caldeirão até que fique pelo menos dois centímetros acima das garrafas;
Acenda o fogo e aqueça lentamente a água até 66°C. Procure subir no máximo quatro graus por minuto;
Mantenha a temperatura por pelo menos dois e no máximo cinco minutos;
Desligue o fogo e esgote o caldeirão lentamente;
Deixe suas garrafas por mais cinco dias em temperatura ambiente.
Desta maneira suas garrafas de cerveja terão uma validade de até 03 meses fora da geladeira e de até 06 meses refrigeradas.
Como já disse antes, o difícil é mantê-las cheias por tanto tempo.
Os novos equipamentos podem ser encontrados nos mesmos fornecedores que já indiquei aqui no blog e o fundo falso pode ser feito em casa com algum material e um pouco de paciência. Se precisarem de alguma informação adicional ou se restou alguma dúvida mandem e-mail para: mhbreda@hotmail.com. Será um prazer auxiliá-los.

Não se esqueça de postar comentários sobre suas produções aqui no "Breja do Breda".


Prosit!!!

3 comentários:

  1. Ae Má !!!
    Muito legal as dicas, mas acho que não vou me aventurar nesse ramo não. Prefiro tomar as suas mesmo.
    Parabéns pelo blog e pelo aniversário amanhã.
    Logo logo chega aos 40ão.
    Beijo
    Cesar

    ResponderExcluir
  2. Ma!!!

    PARABENSS!!!

    DE ANIVERSARIO FAÇO UMA NOVA ENCOMENDA
    DA B&R.

    Queremos mais 30 litros da Hefeweinzen!!
    Pode ser?

    Pessoal também quer umas garrafas de Stout, então quando fizer pode separar umas garrafas que o pessoal aqui compra!

    PARA QUANDO FICA PRONTA?? hehe

    Beijo!!!

    LU

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu, obrigado!!
    Que boa notícia hein!!! Gostaram mesmo das cervejas!!! Isso é muito bom!!!
    Como temos que elaborar a cerveja do concurso na próxima leva, vamos ver se conseguimos pro final de maio ou comecinho de junho, ok?
    Vá marcando a festa e defina quantas pessoas irão, pois dessa vez sugiro que levem 04 litros por pessoa!!
    Fique com Deus!
    Bj.

    ResponderExcluir

Muito obrigado por seu comentário! O Blog "Breja do Breda" é feito pensando em você!