CONHEÇA NOSSAS CERVEJAS

Conheça nossas cervejas ............................ Tira dúvidas .. 1 .. 2 .. 3 .................... Adquira seu Equipamento ............................ Fórum

Como usar seu KEG .. 1 .. 2 .. 3 .. 4 .. 5 .. 6 .. 7 ............ Calcule seu Priming ................ Processo Cervejeiro .. 0 .. 1 .. 2 .. 3 .. 4 .. 5 .. 6 .. 7 .. 8

............................ Encomende seus Kits e Copos ............................

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Segovia

Começo este registro retificando o que escrevi sobre a sangria.
Na verdade não foi em Toledo que degustamos esta bebida deliciosa, mas sim em Segóvia outra cidade medieval nas proximidades de Madri.
Nesta cidade há um grande aqueduto romano, inteiramente construído de pedra e totalmente conservado que impressiona pela imponência e, para quem como eu admira esse tipo de construção, pela beleza ímpar.

Olhem a altura dessa construção, tudo isso para transportar água.

Dá para perceber o tamanho agora?

Segóvia é uma cidade bastante agradável, assim como Toledo tem várias igrejas e uma catedral imensa e muito bonita, a qual tive o prazer de visitar e admirar sua arquitetura, seu interior com paredes de pedra, corredores amplos e altos, altares e criptas de arrepiar, logicamente há quem não dê a mínima atenção por ser uma igreja, mas a beleza não está vinculada ao credo e assim vale muito a pena conhecer essas maravilhosas construções que nos intrigam pela forma que foram feitas em um tempo onde a tecnologia que conhecemos hoje ainda engatinhava.



Andamos muito pelas ladeiras estreitas e paramos para almoçar, como já disse, foi lá em Segóvia que bebemos a sangria, e depois caminhamos até o castelo da cidade construído à beira de um penhasco e com um lindo vale como visual. A arquitetura deste castelo tem profunda influência Árabe, pelo que entendi foi construído por eles, formas geométricas decoram os tetos, tapeçarias cobrem algumas paredes e pisos, vitrais e esculturas dão um toque de requinte à edificação.


Há salões amplos onde deviam acontecer jantares daqueles que só se vê em filmes regados a vinho e sob as luzes de castiçais multiplos. Uma das salas expunha cavalos e cavaleiros medievais com suas armaduras e armas, escudos e brasões, mas o que me chamou a atenção foi a estatura das pessoas que deviam utilizar tais armaduras, pequenas e franzinas demais para se imaginar o poder destrutivo e a fúria conquistadora de seus usuários, mas essa é a história.

O prato típico da cidade e o "cochinillo de segovia" uma espécie de leitão muito jovem que foi alimentado somente com o leite materno e que é abatido quando atinge o peso de 4,5 a 5,5 Kg, assado inteiro em forno a lenha a 180°C e sobre uma "cazuela" de barro com um pouco d'água durante duas horas sendo uma em decúbito dorsal (ou seja, com a barriga para cima) e outra hora em decúbito ventral (de barriga para baixo) até que esteja tenro e com a pele crocante, daí basta comê-lo.


Ficou com água na boca???? Pois é, eu também, pois acredite ou não, devido a correria por causa do horário do transporte que precisávamos pegar para voltar a Madri não pudemos experimentar esse que os segovianos chamam de delicioso manjar. Ficou para uma próxima vez.


Mas, cadê a cerveja????


Agora que já viajamos e que o meu Beer Tour termina com minha volta a São Paulo, retomo o caminho da realização do sonho de produzir minha própria cerveja.


Aguardem o próximo capítulo.



PROSIT!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado por seu comentário! O Blog "Breja do Breda" é feito pensando em você!